Infecção Urinária

As infecções do trato urinário são mais comuns em mulheres devido a anatomia. A uretra feminina é muita mais curta que a masculina e está em íntimo contato com a flora bacteriana vaginal e peri-anal.

Principal faixa etária é de mulheres no início da atividade sexual, seguidas das senhoras menopausadas.

A infecção ocorre quando uma bactéria acomete a bexiga (cistite) ou os rins (pielonefrite).

Geralmente, ocorrem na bexiga ou na uretra, mas as infecções mais graves envolvem o rim.

Os sintomas das cistite são dor/ardência ao urinar, urgência, freqüência urinária aumentada e sangramento na urina.

A pielonefrite manisfesta-se com febre, calafrios e dor lombar.

 

Diagnóstico e Tratamento
O diagnóstico é feito pela história, exame físico e exame de urina.

O tratamento é feito com antibióticos conforme a bactéria responsável pela infecção que é identificada pela cultura de urina, sendo mais comum a Escherichia coli.

Exames de imagem são necessários quando a infecção apresenta sinais de gravidade ou não apresenta melhora com tratamento.

Em algumas situações quando o paciente apresenta importante queda do estado geral, quadro de sepse, resistência ao antibiótico oral, ou complicação infecciosa é necessária a internação hospitalar para administração de antibiótico intra-venoso.

Para se evitar infecções urinárias de repetição deve-se seguir algumas orientações:
- Limpar de frente para trás após concluir a micção ou evacuação;
- Usar calcinha de algodão e evitar usar calças jeans;
- Ingerir alimentos que melhorem trânsito instestinal;
- Urinar antes e após relação sexual;
- Ingerir líquido suficiente para fazer 2 litros de urina por dia.

Existem tratamentos clínicos para aumentar a imunidade contra infecções urinárias caso somente as medidas de hábitos não atinjam objetivos satisfatórios. Os tratamentos são de acordo com a necessidade de cada paciente: cremes hormonais tópicos, probióticos, cranberry e mesmo vacina específica.

Quando homens apresentam infecção urinária devem ser investigados pois na maioria das vezes apresentam alguma causa que necessita de tratamento. Estas causas são: dificuldade miccional, seja por estenose uretral, hiperplasia prostática benigna ou alteração anatômica, cálculos e neoplasias.

Top